Não ignore a sua família!






Olá amigos, tudo bem?


Você resolveu começar o processo da sua cidadania italiana
Qual o primeiro passo? 

É obvio, não? Sentar na frente do computador pra pesquisar a origem do nome, o comune provável onde seu antenato nasceu, entrar nos sites mais famosos que ajudam com as pesquisas, e buscar por lá o maior número de informações, certo? 
.
.
.
ERRADO!!!
.
.
.
As primeiras informações você vai encontrar tomando um café com bolo de fubá, sentado na sala da casa da sua tia, com a família toda reunida! 
.
.
.
Gostou? Pode trocar o bolo de fubá pelo que você quiser comer, e se a casa da sua tia for apertada, pode escolher outra! =)

O mais importante aqui é: a REUNIÃO FAMILIAR.

Você pode TER CERTEZA que essa reunião, além de render boas risadas, momentos impagáveis e conversas sem fim, também vai te ajudar a dar seu primeiro passo na busca das informações que você tanto precisa. 

Muitas pessoas correm logo pro lado administrativo/burocrático da coisa, e esquecem que no núcleo familiar podem estar informações que valem OURO.

Não ignore sua família!

Se você não consegue reunir todos de uma só vez, vá aos poucos, MAS VÁ!
Uma lembrança da família vale mais que mil googles! Portanto, faça como à moda antiga, separe o papel, a caneta, as perguntas e embarque nessa viagem junto à sua família pra obter as primeiras informações pro processo da sua cidadania!

É lógico que alguns de vocês terão mais sucesso que outros, algumas informações podem estar incompletas ou equivocadas,  mas ainda assim, são um ponto de partida extremamente importante. 

E se todos estiverem juntos, as recordações vêm em conjunto, o que ajuda bastante! Fora que como eu falei ali em cima, vai ser um momento feliz, de boas conversas e lembranças que muitos já nem recordavam mais. Ou seja, é positivo pra todos os lados! É um começo feliz, que vai trazer saudades e nostalgia, e vai fazer você começar seu processo com um sentimento bom dentro de você. Tem coisa melhor?

Quer uma ideia do que perguntar? 

  • Comune, província ou região possível de origem dos seus antenatos;
  • Data que seu antenato nasceu - ou data provável, ano provável;
  • Se seu antenato foi batizado, e onde;
  • Data que seu antenato chegou ao Brasil e por onde chegou;
  • Se seu antenato possuía irmãos, primos, e quais os nomes desses parentes;
São apenas algumas ideias de perguntas, entre outras mil que você pode buscar. Nem todas as informações você vai conseguir diretamente. Mas com uma boa conversa, as lembranças surgem e fluem. Aproveite o momento, divirta-se e ouça as histórias. Quando você menos esperar, BINGO, aparece uma coisa aqui, outra ali, e pronto! Você deu o primeiro passo!

Depois de explorar - no bom sentido da palavra, claro - todas as perguntas, todos os familiares e todas as conversas possíveis, você começa a parte administrativa do processo, com mais bagagem do que antes, tendo inclusive um "norte", coisa que você provavelmente não tinha também. Ter um direcionamento nas pesquisas sempre ajuda MUITO!

Te desejo SUCESSO!


Eu sou a Bárbara Leão, profissional que vai ajudar na busca dos seus documentos na Itália!
Só mandar um e-mail pra barbara@nossabusca.com que eu tiro as suas dúvidas.


Até a próxima! =)












Comentários

Postagens mais visitadas